Riqueza Natural

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Netinho fala sobre diagnóstico após internação: 'Sequelas dos AVCs'





Nunca me fiz de coitadinho nem me sinto assim. Ao contrário, me sinto um guerreiro', escreveu o cantor em seu Facebook na noite desta quarta, 30.



Depois de mais de 20 dias internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo,Netinho usou sua conta no Facebook para falar aos fãs sobre seu estado de saúde. 

Segundo o cantor, após vários exames ele conseguiu um diagnóstico sobre a tontura recorrente que sentia.

"Fui lá para ficar dois dias e acabei ficando todo esse tempo a pedido dos médicos. Após a análise de todo o meu histórico lá no Hospital Sírio Libanês, Dr. 

Eduardo Vellutini deu o seu diagnóstico: ele me disse que provavelmente o que eu sinto é uma sequela das cirurgias que fiz no cérebro logo após os três AVC's (Acidente Vascular Cerebral) que tive em 2013. 

Segundo ele, eu tenho uma lesão no cerebelo na área que foi operada e esta lesão pode estar afetando o núcleo denteado direito do meu cérO baiano ainda falou sobre o desconforto que permanece sentindo.

 "Ele (o médico) me pediu para nunca mais eu chamar o que sinto de 'tontura' já que isso confunde os médicos e o que eu sinto é algo completamente atípico, incomum: é uma sensação que me desequilibra mas que não 'roda', Ainda não consigo olhar pra cima pois fico mais ainda desequilibrado e a cabeça 'pesa'. (...) 

Ao subir ou descer escadas preciso me segurar em algo senão caio. Esta sensação é constante e a sinto 24h por dia. Nenhum remédio que já experimentei reduziu isto. 

Não sinto mais enjôo nem vomito como antes. Nunca senti nem sinto nenhum tipo de vertigem com alturas. Não tomo mais remédios", falou ele.ebro", explicou ele.

Ainda segundo o cantor, a sensação agora é de alívio por, enfim, saber exatamente do que se trata o seu problema. Este prognóstico do Dr. Eduardo me aliviou muito pois pelo menos tenho agora um farol para me orientar. 

Vivi esses quase três últimos anos na expectativa criada por médicos do Sírio Libanês que me deram prazos para o que sinto passar e afirmaram que de forma alguma esta sensação é uma sequela. Apesar disso, nunca a fizeram desaparecer ou diminuir. 

Viver com esta expectativa foi muito difícil pois estes prazos passavam e a sensação que sinto não se modificava.

 Foi principalmente por causa dessas previsões que eu tive depressão em 2014 e quis morrer", contou Netinho.
Ao fim do longo texto, Netinho se mostrou esperançoso com a chegada do novo ano. "Além de fazer a recomendada Terapia Ocupacional, procurarei outras pessoas, hospitais e médicos para ouvir segundas e terceiras opiniões. 

Tenho muita fé e acredito que esta sensação em breve desaparecerá. Voltarei a fazer musculação e fonoaudiologia.

Depois de não poder trabalhar por quase três anos e de não poder ter a vida que sempre tive, ainda assim, me sinto um homem renovado. Sou realizado, vitorioso, um homem de sorte e mais maduro, consciente de mim mesmo, do mundo, e agradecido por tudo. 

Acredito que 2016 me trará ótimas novidades, evolução, saúde, paz, clareza, prosperidade, muita música e amor", escreveu ele, que teve alta para passar o Natal ao lado de sua família.




←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com ofensas não serão aceitos.