Riqueza Natural

domingo, 13 de dezembro de 2015

Homem morre baleado em tentativa de assalto







Um jovem morreu baleado, na noite deste sábado, quando passava pela Avenida Pastor Martin Luther King Jr. (antiga Automóvel Clube), altura do bairro Engenho da Rainha, Zona Norte do Rio. O admistrador Raphael Gonçalves, de 28 anos, levou um tiro depois de ser abordado por bandidos.


Ele estava no carro acompanhado da mulher, Juliana Pimenta, de 30 anos, da mãe Eliana Gonçalves Nogueira e da irmã Lisandra Gonçalves.

 A família voltava do Centro do Rio depois de tentar comemorar o aniversário do rapaz - ocorrido no próprio sábado. Juliana e Raphael estavam casados há apenas dois meses.

— Era aniversário do Raphael e eles iam festejar, mas voltaram para casa antes, por causa da chuva. Estava tudo alagado e desistiram (da comemoração) — contou o tio do jovem, Eraldo Nascimento.


De acordo com ele, o assalto aconteceu por volta das 21h20m. Os bandidos teriam anunciado um assalto e o jovem não teria reagido. Mesmo assim, foram feitos disparos. Os bandidos fugiram sem levar nada. Segundo o tio, Raphael foi atingido nas costas.

Já Juliana, ainda de acordo com Eraldo, teria levado quatro tiros - um deles teria se alojado no pulmão.

- Mas ela está bem. Está internada ainda - disse ele.
Juliana está no Hospital estadual Getúlio Vargas, na Penha, também na Zona Norte, e deve ser transferida para uma unidade particular

Não tiveram pena'

Em entrevista ao EXTRA, Eliana Gonçalves, mãe de Raphael, contou que os bandidos bateram na lateral do carro do flho, do lado do carona, e desceram já apontando as armas.

- O carro deu um tranco e eles começaram a atirar. Minha nora pedia calma, mas eles não tiveram pena. Mataram meu filho no dia do aviversário dele - disse ela.
Por telefone, Lisandra Gonçalves também conversou com o EXTRA. Ela disse ainda estar muito nervosa. Segundo a jovem, o grupo voltava para casa, no bairro Jardim América, quando foi fechado por um carro.

- Vi apenas um homem saindo e ele anunciou o assalto - contou ela, que começou a chorar e não conseguiu concluir a entrevista: - Não está dando para falar, eu estou muito abalada. Desculpa.

O EXTRA entrou em contato, por e-mail, com a Polícia Miilitar para saber mais detalhes do crime. A corporação ainda não se pronunciou. Já a Divisão de Homicídios (DH), responsável pelas investigações, disse que há equipes na rua buscando testemunhas.
O corpo de Raphael está no Instituto Médico-Legal (IML). O enterro deve ser nesta segunda-feira.

Luto nas web

Em redes sociais, parentes e amigos de Raphael e de Juliana lamentaram o ocorrido.
"Receber uma notícia dessas não é nada fácil, ainda mais mais sendo você sempre alegre, prestativo, amigo, participativo, sempre com um sorriso no rosto.

Que Deus lhe receba de braços abertos, por nós você sempre será lembrado a cada momento", escreveu um amigo.


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com ofensas não serão aceitos.