Riqueza Natural

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Ex-nadadora Sarah Corrêa é velada na Zona Portuária do Rio





Ex-atleta foi atropelada na sexta (1º) em Vargem Pequena, na Zona Oeste.
Inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias do acidente.



O corpo da ex-nadadora medalhista dos Jogos Pan-Americanos começou a ser velado no Cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio, por volta das 8h desta segunda-feira (4). Sarah Corrêa, de 22 anos, foi atropelada perto de casa, em Vargem Pequena, na Zona Oeste, na sexta-feira (1º).
A mãe da ex-atleta afirmou durante o velório que irá buscar justiça sobre o acidente que resultou na morte da sua filha. Para se despedir, Maria de Fátima Goncalves fez questão de vestir a jovem com o uniforme da Seleção Brasileira de Natação. O enterro está marcado para as 14h.
A Mãe de Sarah, Maria de Fátima Gonçalves  (Foto: Matheus Rodrigues/G1)
Maria de Fátima Gonçalves, mãe de Sarah Corrêa(Foto: Matheus Rodrigues/G1)

"Eu vou ser uma guerreira em busca de justiça por ela. Eu disse e repito: a minha filha sentava comigo à mesa do café e dizia 'mãe, eu não vim ao mudo para ser uma qualquer'. Ela está fazendo a diferença agora, ela quer que eu lute por todas as mães que estão com o coração despedaçado e perderam seus filhos de uma forma brutal", afirmou Maria de Fátima Goncalves, muito emocionada ao lado do caixão. Ela lamentou não ter conseguido doar os órgãos da filha. "Era o meu desejo, mas não foi a justiça de Deus", afirmou a mãe.
O pai da ex-nadadora estava muito emocionado ao receber parentes e amigos. Um representante do Fluminense entregou uma bandeira do time para a mãe, que foi colocada sobre o corpo.
Pai se emociona ao receber os amigos da filha durante o velório no Rio (Foto: Matheus Rodrigues/G1)

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com ofensas não serão aceitos.