Riqueza Natural

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Morre em Santa Catarina motorista que zombou da polícia a 160 km/h



                                Roberto fez vídeo dirigindo a 160km/h no fim
                                 de dezembro (Foto: Reprodução/RBS TV)

Homem de 44 anos ficou conhecido após gravar vídeo-selfie em rodovia.
Roberto Fernandes morreu por parada cardíaca em Jaraguá do Sul.



Morreu na noite de quinta-feira (9) em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense, o motorista Roberto Fernandes, conhecido por gravar um vídeo-selfieem que passa a a 160 km/h em frente a um posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e debocha da corporação. As imagens foram gravadas no Natal de 2014 e o homem chegou a ser preso.

Conforme a Funerária de Guaramirim, Fernandes, de 44 anos, teve uma parada cardíaca fulminante na quinta-feira, após uma convulsão na quarta (8). Segundo o Hospital São José de Jaraguá do Sul, ele faleceu às 19h.
Desde o dia 23 de março, o homem estava internado no hospital de Jaraguá do Sul. Na época, ele foi agredido na cabeça com uma barra de ferro, depois de uma discussão em uma borracharia.

O corpo de Fernandes é velado na manhã desta sexta (10) na Capela Bom Jesus, em Guaramirim. O enterro será às 16h no Cemitério Municipal de Guaramirim.
Pancada com barra de ferro 

O motorista ficou internado na UTI até o dia 29 de março, por complicações da pancada com a barra de ferro. Desde então, ele estava em observação no setor de internação.
O homem suspeito da agressão é o mesmo que foi preso com Fernandes em janeiro após furar uma barreira de fiscalização na BR-101. A briga em uma borracharia de Guaramirim ocorreu por volta das 14h30 do dia 23 de março. 

Conforme os bombeiros voluntários, durante o socorro, o homem tentava tirar os curativos.
O suspeito foi detido em Penha, quando chegava de táxi a residência de familiares. Conforme a Polícia Civil, após assumir a autoria, ele foi preso em flagrante por tentativa de homicídio.
Vídeo selfie

Ele filmou o velocímetro do automóvel na noite do dia 25 de dezembro e falou no vídeo que estava passando em frente ao posto da PRF. O próprio motorista fala em direção à câmera durante a gravação.
"Aprende como se passa pela Polícia Rodoviária de Guaraciaba. Você não sabe de nada, quem manda aqui sou eu", diz. Em seguida, ele filma o velocímetro do carro, cujo ponteiro gradualmente aumenta para 160 km/h.
Depois, o motorista passa a filmar a estrada, onde os carros no sentido contrário passam rapidamente. Em seguida, vira a câmera para mostrar o posto da polícia. "A gente passa a 160 [km/h]. Está bom para vocês?", debocha. "Medo de que, guria? Manda eles virem atrás agora. Beijo na bunda", finaliza o condutor.

Prisão
O suspeito foi preso no dia 7 de janeiro em Joinville após furar uma barreira na BR-101. De acordo com a PRF, a perseguição ao suspeito começou no início da tarde. O carro, um Fit com placas de Palhoça, na Grande Florianópolis, furou o bloqueio por volta das 13h. Houve perseguição e eles abandonaram o veículo.
Em mata fechada, os policiais fizeram as buscas pelos suspeitos, que foram encontrados por volta das 22h e presos por adulteração e receptação do veículo.
Após a prisão, o suspeito pediu desculpas à corporação, ainda algemado, após ser interrogado por um agente da segurança pública (veja vídeo acima).

Ele foi solto do Presídio Regional de Joinville no dia 12 de janeiro, segundo o Departamento Administração Prisional do estado (Deap). Ele foi liberado após pagar fiança de 20 salários mínimos, no valor de R$ 15.760.

Contrabando de garrafas de vinho

Em fevereiro, Fernandes foi abordado pela PRF na BR-282 em Nova Erechim, no Oeste catarinense, com contrabando de garrafas de vinho. De acordo com a PRF, dentro do veículo havia 240 garrafas de vinho de origem argentina sem a documentação exigida para importação de produtos.
Ele tinha antecedentes criminais por roubo, receptação, contrabando, ameaça, lesão corporal, violência doméstica e outros. Segundo a PRF, ele possuia 34 boletins de ocorrência.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com ofensas não serão aceitos.