Riqueza Natural

sábado, 11 de abril de 2015

Agente penitenciária cura depressão e vira 'Miss Plus Size' aos 33 anos





Rosana de Barros é a 1ª Princesa Plus Size do Estado de São Paulo (Foto: Rosana Barros/Arquivo Pessoal)

Aos 33 anos, Rosana Coelho resolveu assumir o peso e o próprio corpo. 
Ela diz que sofreu bullying a vida inteira e que era uma 'gordinha frustrada'

Uma moradora de Mongaguá, no litoral de São Paulo, tornou-se a 1ª Princesa Plus Size do Estado de São Paulo, em 2015, após vencer a depressão causada pelo desgastante trabalho como agente penitenciária. 

Aos 33 anos, Rosana de Barros Coelho resolveu assumir que está acima do peso, gostar do próprio corpo e mostrar para outras brasileiras que, para ser bonita, não precisa ser magra.
Rosana trabalhou durante muito tempo como agente de segurança dentro de um presídio da capital paulista, mas se afastou da função por causa da depressão adquirida durante os anos de serviço. 

Para elevar a autoestima, ela resolveu fazer uma sessão de fotos e um 'book'. Após notarem o resultado, amigos e familiares incentivaram a jovem a participar de concursos de beleza plus size.
                                                              Rosana começou a se preparar para o concurso
                                                                      (Foto: Adriana Líbini)
A agente penitenciária achava que não tinha um corpo ideal, mesmo para concursos envolvendo gordinhas. Rosana conta que sofreu muito preconceito na infância, adolescência e até na fase adulta, por estar acima do peso. “Sofri bullying na escola por ser obesa. A vida toda fiz dietas loucas para emagrecer. Eu sempre fui a gordinha frustrada e, de uns tempos para cá, eu comecei a me aceitar. Agora me acho bonita”, diz.

A mudança tomou conta da mente e do corpo de Rosana. Os amigos e conhecidos ajudaram a jovem a se preparar para participar de um concurso de beleza plus size, com dicas de passarela, maquiagem e roupa. Rosana começou a fazer exercícios de musculação e dança do ventre e fez exames de saúde para comprovar que, apesar de estar fora dos padrões de beleza, estava bem de saúde. “Meus exames estão todos ok”, afirma.
No dia 28 de fevereiro, no Teatro Anhembi Morumbi, em São Paulo, Rosana participou do concurso que elegeu as 'plus sizes' mais bonitas do Estado de São Paulo. As candidatas desfilaram com traje de banho, traje casual, traje de gala e ainda fizeram uma apresentação de dança.
Ao todo, foram 34 candidatas disputando o título. 

Com 1,77 metro de altura, 90kg, 109 cm de busto, 88 cm de cintura e 117 cm de quadril, Rosana conquistou o título de 1ª Princesa Plus Size do Estado de São Paulo. Para ela, além da beleza, outras qualidades conquistaram os jurados. “A autoestima e a minha simpatia ajudaram. Eu sou feliz e acho que consegui transmitir isso para as pessoas. Tenho amor próprio e me aceitei”, fala.

O reconhecimento dos jurados também foi um teste para convencê-la a amar ainda mais o próprio corpo. “Participar do concurso foi uma superação. Eu acho que eu vi que para ser bonita não tem que ser magra, que o padrão ideal não existe. A gente cresce com isso. As pessoas vivem falando que o magro é o belo. Eu levei muito tempo para mudar isso. Hoje eu me amo como eu sou. Estou muito feliz”, disse.
                                     Rosana e as outras ganhadores do concurso de beleza (Foto: Divulgação/Concurso Miss Plus Size)
←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com ofensas não serão aceitos.