Riqueza Natural

domingo, 8 de março de 2015

No hospital, Andressa Urach inicia tratamento de fisioterapia




Internada no Hospital Alvorada, em São Paulo, Andressa Urach iniciou a fisioterapia no sábado, 7. Ainda com dificuldade de locomoção e com o apoio de muletas, a modelo deu seus primeiros passos no tratamento e caminhou pelo corredor, entre os quartos. "Senti muitas dores para dar meus primeiros passos, a sensação foi de aprender a caminhar novamente", disse ela, por meio de sua assessoria.
A fisioterapia foi indicada para Urach para que ela fortaleça as pernas. "Ela fica muito tempo deitada na cama. Se o paciente ficar muito tempo parado, cria um risco de trombose", explicou o médico Felipe Tosak, cirurgião plástico responsável pelos cuidados com a modelo.
Apesar da apreensão de Andressa, com medo de ter alguma paralisia por conta das cirurgias, o médico explicou que ela não corre esse risco. "A sequela da paralisia que a Andressa comentou é porque ela queria que retirasse todo o produto injetado, o metacril e o Pmma. Eu disse a ela que o metacril fica dentro do músculo e não tem como eu tirar porque o músculo do glúteo é responsável pela movimentação da perna", disse Felipe Tosak ao EGO.
Internada há nove dias
Andressa está internada desde sexta, 27, e passou por uma nova cirurgia para retirar uma forte inflamação na nádega esquerda por uso de Pmma e hidrogel. A apresentadora virou notícia no site inglês "Daily Mail" também nesta terça. 27. "Eu estou sofrendo muito, mas Deus está comigo. É minha culpa, minha vaidade me fez ultrapassar os limites. Graças a Deus eu já não preciso do meu corpo para trabalhar, agora eu trabalho com honra e posso sustentar a minha família assim. Eu prefiro ter pernas e ser capaz de andar e perder metade de uma nádega do que morrer", disse ela em entrevista.
Nesta quarta, 4, o médico da apresentadora disse que iria tentar lhe dar alta neste fim de semana, mas a saída de Urach do hospital acabou sendo adiada. De acordo com sua assessoria, isso deve acontecer, no entanto, ainda esta semana. Como a ressonância magnética realizada por ela há quatro dias não mostrou nenhum novo foco de infecção, ela passará a ser tratada em casa.
"O teste feito a partir da secreção da infecção dela mostrou a presença de uma bactéria que é sensível apenas a um antibiótico que só pode ser tomado na forma venosa. Então ela tem que tomar o antibiótico pelas próximas quatro semanas, mas não necessariamente precisa ficar internada", esclareceu Tosak.


←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com ofensas não serão aceitos.