Riqueza Natural

sábado, 24 de agosto de 2013

26 de agosto! Parabéns Campo Grande Mato Grosso do Sul.



Ano de fundação: 1899


Feliz aniversário Campo Grande mato grosso do sul 26 de agosto

Um mineiro chamado José Antônio Pereira viajou para o Mato Grosso do sul em busca de terras férteis. No local onde hoje é o Horto Florestal de Campo Grande, construiu sua casa na confluência de dois córregos - denominados Prosa e Segredo. Era o ano de 1872.
Tempos depois, em 1877, é construída a primeira igreja, de pau a pique e telhas de barro.
Em 1879, novos mineiros chegam ao local e através de posses vão construindo fazendas na região. O vilarejo cresce rapidamente para, em 1899, ser elevado à categoria de distrito.
A pecuária se desenvolve.
Mas é, em 1914, com a chegada da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, interligando as bacias do Paraná e do Paraguai, que a cidade progride de fato.
Também a ligação com a Bolívia, através do Porto Esperança, e com o Paraguai, através de Ponta Porã, atraiu imigrantes libaneses, árabes, armênios e japoneses, dando forte impulso ao comércio e à agricultura.
A urbanização começa na década de 20.
Nos anos 60 surgem prédios, avenidas e novos bairros.
É eleita a capital do novo estado de Mato Grosso do Sul, em 1977.

PECULIARIDADES

Campo Grande tem uma escola - Escola Estadual Maria Constança de Barros - que possui o formato arquitetônico de um livro aberto. Ela foi projetada na década de 50, por Oscar Niemeyer.
Os orelhões da cidade são decorados com a fauna do pantanal:
 garças, araras, 
jacarés, toda a bicharada espalhada, tomando conta dos telefones.
Campo Grande também é conhecida pelos freqüentes relatos de aparições de OVNIs. A revista UFO, inclusive, é publicada na cidade.

Características da cidade


Campo Grande é uma cidade com avenidas largas, que se cruzam de norte a sul e de leste a oeste, delineando uma paisagem urbana que faz lembrar um tabuleiro de xadrez.
Também conhecida como "Cidade Morena - por causa de seu solo avermelhado - é o portal de entrada para quem deseja conhecer o Pantanal.
É ainda uma das maiores comunidades de descendentes de imigrantes japoneses vindos da Ilha de Okinawa, e conhecida, pelos ufólogos, como um lugar de aparição de OVNIs.
Sua cultura, ao contrário de cidades mais antigas como Cuiabá e Corumbá, se encontra em estágio de formação, com pouco mais de um século.
A construção da identidade campo-grandense passa por inúmeras influências, desde os indígenas até as migrações internas mais recentes.
A cultura de Campo Grande, na verdade, é a cultura do sul do antigo Mato Grosso, com forte influência guarani e também dos mineiros, paulistas e sulistas.


26 de Agosto

Há cem anos, chegava à Campo Grande, oriundo das Minas Gerais, o desbravador mineiro José Antônio Pereira, fundador desta cidade, juntamente com sua família e cerca de 60 pessoas.
Vieram transportados por carros de bois, cortando os sertões do Mato Grosso, chegando a esta terra e se instalando na confluência dos córregos Prosa e Segredo, perto do atual horto municipal.
Esta área ficou conhecida pelos primeiros moradores como Mato Cortado, local onde seriam abastecidos por água potável e teriam condições para fazer o plantio necessário para a subsistência.
Atualmente, no local da fundação, encontra-se um monumento metal em homenagem àqueles pioneiros.
Contudo, para que isso se tornasse realidade, vários acontecimentos antecederam ao surgimento de Campo Grande.
O sul de Mato Grosso só começou a ser povoado após o ciclo do ouro, em Cuiabá.
Muitos bandeirantes e desbravadores passaram por aqui, mas não perceberam a potencialidade do local.
José Antônio Pereira viu que esta terra tinha valor e futuro.
Surgiu assim o Arraial de Santo Antônio de Campo Grande no dia 26 de agosto de 1899, que completa este ano seu centenário, cheia de imigrantes que aqui aportam para realizar seu sonhos, acreditando e entregando suas vidas a esta cidade acolhedora e futurista.
Caminhos Percorridos Após a guerra do Paraguai, intensifica-se a migração para o sul de Mato Grosso.
Em 1872, José Antônio Pereira acompanhado de dois filhos e mais alguns homens partem de Monte Alegre/MG rumo às terras do sul de Mato Grosso.
Atravessam o rio Paranaíba e chegam ao seu destino, passando por Sant’Ana do Paranaíba e pelo rio Sucuriú.
Transpõem os cerradões do Rio Pardo e acampam nas terras onduladas da Serra de Maracaju.
Lá encontraram o poconeano João Nepomuceno Costa e sua esposa que mais tarde abandonaram estas terras.
Voltando a Minas Gerais, na cidade de Monte Alegre, montou sua comitiva, formada por seus familiares e agregados, provavelmente em número de 62 pessoas.
Na volta para a terra escolhida foram acometidos por uma febre que poderia dizimar sua comitiva.
José Antônio Pereira fez uma promessa ao santo de sua devoção: se não ocorresse nenhuma baixa, ergueria uma capela em sua homenagem.
De fato, não ocorreu nenhuma morte, e a comitiva chegou ao destino final no ano de Nosso Senhor de Jesus, de 1875, onde plantaram a semente da cidade, hoje a mais bela das morenas.1879 - Construção da capela de Santo Antônio A fama do vilarejo logo se espalhou, pois o clima ameno, o solo fértil e a posição estratégica eram fatos que atraíam muitos migrantes.
Rapidamente o vilarejo tornou-se de vital importância para o comércio de gado bovino, com comerciantes de todas as regiões dirigindo-se para cá em busca de bons negócios.
Mineiros e paulistas tornaram- se os grandes colonizadores desta terra. 1886 - Joaquim Silvério Ornelas doou as terras a Santo Antônio - meia légua quadrada, sendo então o Santo o primeiro proprietário de terras da cidade.


A doação tornou possível o rápido crescimento do vilarejo.1899 - 26 de Agosto - aconteceu a elevação da vila em distrito de Paz de acordo com a lei estadual nº 225, com uma área de 105.000 km².1902 - Implantação do município.
O primeiro intendente foi Francisco Mestre.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Comentários com ofensas não serão aceitos.