Riqueza Natural

quarta-feira, 31 de julho de 2013

A mentira e a inveja andam de mãos dadas.




A Psicologia nos ensina que todo ladrão mente e quase todo mentiroso rouba. A mentira e o roubo seriam, pois faces de uma moeda viciosa. 
Quando rouba, o larápio não busca apenas um objeto, pois o que o move é apropriar-se das qualidades da pessoa lesada. 
É como o Tupinambá em seu festim canibalístico que, ao devorar seu inimigo, imaginava adquirir suas qualidades, sorte e bravura.
Assim, o malfeitor se engrandece com a imaterialidade do objeto furtado, pois são as qualidades do dono que ele busca em seus bens. 
Trata-se de uma atuação mágica, primitiva. Por outro lado, ninguém consegue impedir o larápio de mentir porque, quando o faz, ele rouba do outro a sua percepção da realidade, a sua consciência. É a mesma compulsão.
Podemos dizer, então, que nas carências da alma estão as motivações do roubo e da mentira, das quais resultam sentimentos de grandeza e onipotência no intimo de seus praticantes. 
Como diriam nossos adolescentes, ao enganar e furtar, o pobre de espírito se acha, sentindo-se igual ou superior àqueles que lesa, engana. 
Sabe-se ainda que o olho grande marca sua alma. Por carregar nela um contínuo sentimento de menos-valia, a inveja o aflige diuturnamente. 
Assim, a riqueza material ou espiritual alheios o atormentam, mobilizando suas iras e ações para levar privação e dor ao outro.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

4 comentários:

  1. Oi meu nome é Joelson, Hoje eu, tô aqui para pedir a você, uma ajuda. Eu depois de ver muitos blogueiros que recebem poucas visitas assim como eu.
    Decidir a partir de hoje criar meu próprio agregador de conteúdo para ajudar várias pessoas na blogosfera. Meu agregador aprova qualquer conteúdo.
    Se você puder criar um artigo. No seu blog para divulgar o agregador? Eu ficarei muito agradecido..

    Link do agregador: agregadordaana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Eliza! Não discordo do seu discurso, no entanto me fez pensar nas mentiras que praticamos eventualmente, seja ela velada, seja por omissão. Há quem minta alegando proteção, e outros temas mais, porém, estamos escarnecendo do outro em mesmo proporção?

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edivana querida, muito obrigado seu comentário foi muito esclarecedor parabéns bjs.

      Excluir

Comentários com ofensas não serão aceitos.